Pra ser mais...

Escolhi meus destroço,
Dupliquei meus esforços e me pus de pé!
Corrigi meu caminho fui andando sozinho até aonde Deus quiser.
Me desfez em retalhos,  teus pequenos atalhos que não te levaram a nenhum lugar.
Me perdi por completo. Estou eu num deserto.
Matando minha sede de mim.
De lá volto mais forte, não preciso de sorte.
Confio em mim!
Não há vencedor,
Nem perdedor, no caminho
Até os espinhos são melhores no fim.
Ao cruzar madrugada e cessar a trovoada
Vou estar de pé.
Pra ser exatamente o que busco ser
Tudo aquilo que eu quiser.

0 comentários:

Postar um comentário

Seguidores