Silencio de nada

O silêncio basta...
Nem voz, nem música. nada.
Só o bom e velho silêncio.
Eu só acredito nas palavras que não são tão vazias.
Cheias de nada.
Eu acredito na coragem na bobagem do meu nada.
Acredito de verdade que haverá coragem. Haverá palavra.
Minhas meias saudades ,minhas inteiras maldades
Minha porção de salada silencio.
Meu peito acelera minha calma espera... Eu assim sem nada, no vai e vem do meu vento seguindo sem alento buscando mais uma morada.
Meu pequeno pedaço de mim, vazio assim, cheinho de nada.
Palavra cantada, cantar de cilada. Madrugada calada.
Silencio... E silêncio é meu camarada....

Luiz carlos, frog... Digitando pelo celular...
XD

0 comentários:

Postar um comentário

Seguidores