Pensamentos Incessantes.

Poucas coisas fazem sentido. Poucos sentidos me levam a você.
Silêncio gelado, um beijo roubado pra enfim esquentar.
Um sorriso no rosto na boca seu gosto.
E eu estou onde queria estar.
Vou então me calar! Evitarei cantar.
Melodias são perversas e nossas mentes estão dispersas só pensam em amar.


O mar revolto, meu respirar, solto!
Vez por outra me pego a suspirar.
Eu ainda me apego, ainda renego faço força pra não voltar.
Perco-me em curvas, beijo-te em chuvas finas, faço tipo pra te encantar.
Feliz estou por te encontrar.
Silenciando aos poucos eu vou ali alimentar a mente criativa.
Com uma semente proativa que me faz repensar.
Em momentos oportunos até onde a vida me levará?
Até onde a caneta irá falar?
A espada silenciar e a voz, presa na garganta.
Represando um grito de revolução...
Que em dado instante da evolução, será necessário soltar.


Por: Luiz Carlos, Frog.


2012 temporada aberta! é isso aí...

Go go... cowboys from hell! xD

0 comentários:

Postar um comentário

Seguidores