Ignorancia


Vejam só! Outro sábio que tudo que sabe é por si só.
De tudo que lhe foi contado, coitado. Nada sobra nem lhe é cortado.
Um resquício sublime do que não foi notado!
Ele sabe mais que os outros!
Ele julga-os pela inteligência!
Sua sabedoria não é mais marcada pelo que levas no coração e na mente.
Pra ele se tu mentes, tem motivos para mentir!

Mas teus erros de português, do tipo que você solta uma ou outra vez.
Há de servir como um juiz implacável!
Que te torna um asno intocável dentro da bolha de burrice!
Ignorante somos nós.
Que pensamos, questionamos... Vez por outra ainda amamos e nos perdemos.
Lutamos mesmo que quando perdemos.
Pedimos desculpas por que erramos!
E tentamos então não mais errar!
Ignorantes e imbecis SIM! Somos imperfeitos porque sabemos que todo ser vive possui defeitos!
E como tal tem direito de pecar...
O Juiz implacável vai lá apontar seus erros, passar por cima de todo o seu passado.
Amassado e jogado no canto... Ele cobre seus podres com areia! E tece uma teia de mentiras pra tentar provar aos que lhe questionam que possui uma verdade inabalável!
Então, me deixa saber quem é você. e o que lhe faz ter medo de tudo e todos.
A ponto de julgar necessário rebaixar os outros pra se manter estável.
No lugar da onde você nunca deixou de estar.

O quarto escuro e trancado, onde está largado seu lado que sabe pensar.  




~
Por Luiz Carlos, Frog.

0 comentários:

Postar um comentário

Seguidores