não faço parte dos teus planos


Abafaram se os sentimentos com um grito mórbido de silêncio.
E os olhos encharcados com sorrisos que talvez nunca sejam meus e lembranças do que jamais acontecera.
Você venceu. Eu me rendo a teus maus-tratos me enxugo em teus farrapos sujos de sangue.
Me junto às lágrimas que vieram antes, e aos demais que lá estão como troféus em tua estante.
E enquanto corto meus laços de afeição a ti, perco minha linha de raciocínio e deixo aos poucos de existir.
Nesse universo de amores e sabores que eu nunca conheci...


Amontoados de momentos e pessoas que eu nunca esqueci.
Gente que passa e nem olha pra mim, eu ali jogado esperando que chegue logo o fim.
Olhando fotos de um passado que jamais passou.
E um futuro que nunca chegará para mim.
Presente... 
É um presente que pra mim restou. 
Mas até isso é demais pra mim.
Não sei ao certo até aonde vou, mas com você eu iria até o fim.
Mas já que não estou.
Que ao menos eu siga até aonde possa alcançar as estrelas, e orbitar entre os planetas que você me deixou como presente.
Um pouco mais do que a gente imaginou.
Ou quem sabe só o que restou dos nossos planos.
Planos no qual agora eu não mais estou.

~
Por:
Luiz carlos, Frog.

0 comentários:

Postar um comentário

Seguidores