oração...


Pro silêncio oportuno basta à lembrança.
Pra ausência que sinto, sua presença seria suficiente.
Pra tristeza teu sorriso.
Pra dor, teus carinhos.
Um afago.
Mais mágico que o mago das histórias infantis mais puros que a pedra de cristal bruto.
O mar azul dos teus olhos de ressaca, ondas revoltas e lágrimas involuntárias.
Eu as pararia se pudesse. Amparar-te-ia se assim pudesse.
Mas não cabe a mim o direito de agir.
Cabe a mim o direito da prece.
Na qual peço que seja feliz!
Mas do que qualquer dia eu quis ser.
E mais do que qualquer homem alcançou.
A felicidade plena... Gigantescamente microscópica como a ultima gota de chuva a tocar a rosa.
Ou o cheiro da terra molhada que se espalha pelos bosques espalhando a noticia da chuva.
E a chuva que molha o jardim com amor.
Os olhos que te observam ao longe.
Os lábios secos sem sabor.
A tinta molha a pena que toca o papel... E desenha aos poucos olhos como os teus.
Daqueles que nos trazem a certeza eminente da duvida intermitente.
E por favor, te peço que me tentes uma vez mais.
E cure a dor com um abraço.
A solidão com um afago.
O silencio com uma risada.
E o vazio com tuas mãos quase sempre geladas.
Eu peço a Deus que se esqueça de mim, mas que te proteja até o fim.
E que quando necessários forem meus anjos façam a TUA proteção para dar a mim um à razão a mais pra acreditar.
E na noite que se segue uma vez mais orar.

~

"Querido Deus, a única coisa que peço a você é
Que cuide dela enquanto eu não estiver por perto
Quando eu estiver muito distante..."
[dear god - avenged sevenfold]
POR:
Alguém que de fato faz esta oração...
para recofortar o próprio coração... Luiz Carlos.

0 comentários:

Postar um comentário

Seguidores