colecionador de estrelas

Eu sempre fui um colecionador de estrelas, que vez por outra tinha os sonhos roubados... E ainda assim ousava sonhar.
Sempre fui um romântico poeta que desejava provar do amor.
Uma forma pura que mantivesse a beleza da flor e a rigidez dos espinhos.
Embora o tempo tenha me feito ficar cada vez mais sozinho.
Hoje sou eu que conto as estrelas. E as vejo em cada palavra.
Ou quem sabe as palavras sejam de fato apenas estrelas a serem dispersas no incrível manto negro do universo.
Este sou eu virando a madrugada contando os sonhos que ainda me restam e os planos que ainda posso fazer.
Saindo do plano de não ser quem deveria e sendo exatamente o que eu queria ser
Buscando reflexos que me mostrem quem um dia eu fui.
Quem poderei ser.
Quando sol nascer ainda estarei aqui... Colecionando as estrelas e tendo meus sonhos roubados.
Mas ainda assim, correrei atrás dos que foram verdadeiramente meus.

  Um comentário:

  1. Um bom texto, descreve bem os sentimentos de quando deixamos de "sonhar" o sonho dos outros e buscamos nossas próprias "estrelas".
    (D'boné)

    ResponderExcluir

Seguidores