à mim

..
"Se lixo é o que está fora de lugar paro pra pensar por que sou eu que tento e não desisto?
meu esconderijo guarda ainda um resto de silêncio...
Talvez eu seja o lixo do momento."
[Fora de lugar-os paralamas do sucesso]
-


Os anos se passaram e a armadura enferrujou.
Cortou minha pele e hoje o que antes me matinha intacto é o que me fere.
Vou despir a armadura, cortar a minha própria pele a faca.
Darei minha cara à tapa.
E direi sim, eu te amei um dia.
Não negarei sentimentos
E tentarei curtir momentos como se fossem acabar agora!
E por falar em hora to tentando aprender a não contá-las!
E deixar que voem entre paredes de concreto e naveguem mundo afora nesse longo mar de pensamentos.
To aprendendo a me esquentar, e retirar a frieza dos sentimentos!
Pelo menos em 90 % do tempo.
Eu to tentando melhorar...
Desintoxicar-me desse veneno que tenho tomado pra ficar de pé.
Bombardear a saudade com doses excessivas de você!
E lhe procurar em lugares que sei que não vou encontrar.
Pôr alguém, em seu lugar.
Acreditar, repensar... Assumir e me modificar.
Uma hora a vida me leva ao lugar exato aonde devo chegar.
Ou então me afoga no meio do caminho, num mar de lagrimas que não caíram de meus olhos.
E de explosões de raiva que eu evitei.
Sonhos que sonhei... Mulheres que amei.
E que nenhum destes conquistei.
Seja o que for e como for.
Será curado por amor.
Sem começo e nem fim.
Meu eterno amor...
A mim.

-
I need help.
I need something...



"Nunca te vi, eu não faço idéia de seu nome
Mas eu continuo acreditando

Que você vai me salvar
De alguma maneira eu tenho uma noção
Apenas um pouco de afeto nesta fria e tempestuosa estrada
Salve-me, dessa minha  falta de emoção
Só um pouco de paixão nesta tempestuosa estrada"
[save-me - edguy]




Luiz Carlos dos S. Gonçalves.



 


0 comentários:

Postar um comentário

Seguidores