louco.

Há dificuldades em continuar acreditando...
Há dificuldade em continuar tentando.
Há dificuldades em tentar não pensar que fiz besteira ao fazer a coisa certa.
No entanto, não ligo pra fazer besteiras.
Nem pretendo rever minhas maneiras de fazer a coisa certa.
Eu só pretendia tentar, continuar...
Acreditar.
Fazer as coisas segundo a minha crença, cagando pro que você pensa!
Revendo meus pensamentos em pequenas cúpulas de vidro
Boiando numa nuvem de fumaça.
E fazendo o que quer que eu faça, não penso que estarei errado em tentar.
Acreditar que ainda posso mudar as coisas.
Seguindo a minha verdade, a minha realidade por mais dura que ela possa ser!
E embora a vaidade às vezes invada meu peito... E eu finja que não to mal, e que tudo anda normal.
Eu necessito então da chance de confessar que não, não ta nada legal! E eu to sim, sem saber se enfim algo vai dar certo e eu vou saber exatamente o que devo fazer pra continuar.
Não possuo mil e uma pessoas a minha volta, mas agradeço por ter poucas que ainda me dão base, e chão.
Pra poder sonhar, e caminhar.
Em direção a nevoa do desconhecido... E ao sonho que ainda vou sonhar.
 ~
Que me chamem de louco po acreditar...
que me chamem de louco por fazer o que faço
Mas não ouse dizer, que eu não sei pensar.
A revolução, ainda está pra começar.
 " E ainda que pareça tolo e sem sentindo... EU AINDA BRIGO POR SONHOS!
EU AINDA BRIGO!"
[Flores e espinhos - paralamas do sucesso]

0 comentários:

Postar um comentário

Seguidores