Caronte

Eu esperava por alguém que me mostrasse o caminho
Indicasse uma direção
Fosse, no meu barco da vida, o timão
Procurei em lugares que não devia procurar.
Acreditei por tantas vezes que já tinha conseguido encontrar.
Tentei me enganar.
Escolhi um alguém pra amar.
Amei sem saber a quem.
Encontrei num sonho louco o reflexo dos meus desejos.
Cheguei ao ponto de não saber no que pensar.
A quem amar. Onde encontrar motivos para ficar.
Sorrisos amarelos que precisarei usar.
Reflexos de minhas imagens no espelho da vida.
Hoje eu to de partida...
Pra onde eu ainda não sei! Mas de porto seguro fica os amigos que eu ganhei.
Não faço questão de saber voltar
Desde que eles estejam comigo aonde quer que eu vá!
O vento me trará novos sabores.
Alguns amores.
Motivos pra ficar.
E eu não faço mais a menor questão de saber pra onde vou...
Desde que eu saiba bem onde estou e como pretendo chegar
No lugar que eu mais desejar.
~
"Uma luz azul me guia
Com a firmeza e os lampejos de um farol
E os recifes lá de cima
Me avisam dos perigos de chegar

[...]
Pois bem, cheguei
Quero ficar bem à vontade
Na verdade, eu sou assim
Descobridor dos sete mares
Navegar eu quero
"

[Descobridor dos sete mares -Tim maia]


Texto por :
Luiz Carlos, Frog
Todos os textos possuem registro


0 comentários:

Postar um comentário

Seguidores