Saudade!

Hoje as palavras me parecem confusas.
Não sem sentido, mas estranhas…
vejo-as diferentes,
Com sentidos diferentes,
Talvez porque minha alma esteja diferente.

Eu deveria estar feliz,
Mas não sinto apenas felicidade,
Deveria estar sorrindo,
Mas o sorriso hoje me escapa.

Faltou algo,
Pois cercado de pessoas
Me senti só.

Minha joia preciosa estava ao alcance de minhas mãos,
Mas olhos ambiciosos,
Até olhos protetores,
Me impediram de tê-la comigo.
Não os culpo!
Ela deve mesmo ser protegida,
Pois é rara, bela, e inestimável.

Que cuidemos dela
Todos os que a amamos!
Que ela possa brilhar junto das estrelas, no alto dos céus!

~


Te amo muito, minha irmã, e senti falta do teu carinho hoje. Mas desejo para ti o melhor que Deus possa te dar! Rogo a ele todas as noites para que não a tire de mim.
Por: José Nilson Souto Jr.
Texto Registrado
24/04/2011

0 comentários:

Postar um comentário

Seguidores