A flor

Sinto-me um idiota ao procurá-la em lugares onde sei que não vou encontrar.
Na letra de uma música perdida...
Na chuva que cai.
No ato de abraçar.
E por isso tomo banho de chuva.
Abraço a quem quero bem.
E faço da música meu motivo pra meditar.
Observo as gotas caírem e tocarem a flores como minha mão que lhe acaricia o rosto.
Delicado, sublime.
Único e mágico.
E então tudo evapora como as gotas de chuva ao ver o poder do sol.
O tempo abre e então é tudo luz, seu olhar me conduz por curvas sinuosas de um desejo perigoso demais até pra mim mesmo.
Eu não me sinto mais o mesmo.
Um abraço, um sorriso, um vislumbre seu!
Eu preciso.
Um suspiro, carinho... Ou algo que não seja dor.
Ou que se pareça um pouco mais com amor!
Acordo meio perdido, outra vez te busco ao redor.
E foi só mais um sonho. Eu continuo só.
Aqui e só.
Nenhum outro lugar pra ir. Nenhum motivo pra sorrir.
Você ainda é apenas um sonho...
Um devaneio louco que me faz amar a insanidade.
E querer que o sol se ponha mais cedo
E nasça mais tarde pra que eu passe mais tempo em sua companhia.
O mundo real me aguarda. E você esta por aí em algum lugar, esperando a hora certa chegar.
A hora em que estar por segundos acordado ao teu lado, será melhor do que mil noites a sonhar.
O momento em que enfim, poderei tocar teus lábios e te abraçar.
Sussurrar no seu ouvido uma musica que pra mais ninguém irei cantar.
Talvez nessa hora, eu não procure mais por lugares...
Não me preocupe com olhares.
E farei de um olhar, milhares de motivos pra te amar...e fazer da vida um eterno sonhar.

~

imagem: google.com

 
Ainda não me acho onde te procuro e não me canso de procurar..
algum dia ainda te acho!
e aprendo de uma vez a amar...

Por : Luiz carlos, Frog
Direitos reservados

0 comentários:

Postar um comentário

Seguidores