Eras

Desde que nascemos
Nosso tempo se consome
Contado para a única certeza que a vida nos dá:
A certeza de que um dia chegará ao fim.

Nós não podemos escolher vir à vida ou não.
Mas podemos escolher como vivê-la.
A vida é um presente
Que não nos será dado duas vezes.
Por isso cada passo que se dá
Deve ser dado com a certeza
De que para este não haverá retorno.

Cada momento que se vive em vida,
pode e deve ser vivido plenamente;
mesmo que amargo, penoso.
Devemos provar o amargo,
E poderemos buscar o regozijo da doçura.
Busquemos nossas respostas
Sem medo do erro ou da queda.

São nossas falhas passadas que nos fazem acertar no porvir,
São as quedas que nos fazem buscar o apoio dos pés
Mesmo quando o terreno é árduo.
Que prefere dizer?
“Lutei, sofri e venci!” ou
“Nunca caí e desconheço a glória de me levantar.”
No fim, sequer saberás andar.

Por eras o tempo se vai.
Nossos dias são curtos.
Viva-os com verdade!
Viva-os de verdade!

Por: José Nilson Souto Jr.
(Todos os textos registrados)

05/02/2011 

  Um comentário:

  1. Caraca esse é o meu amigo, cara rssr poema ta lindo, muito bpm msm .
    Parabéns!

    ResponderExcluir

Seguidores