Alex hearth.(Conto) | fim da noite.

Meu peito pesa ao respirar...
Eu ainda não tenho as repostas que queria mas ao menos já consigo me levantar!
Meu olhos fitaram toda a sala, sem muito se interessar.
Vou encarar meu reflexo outra vez.
Sem saber ao certo o que desejo ver.
Mas sei que não posso desistir.
Meu braços formigam... e eu esqueço sem me permitir.
“O que diabos esta fazendo?” diz uma voz No espelho...
“Nada que seja do seu interesse” Respondo a mim mesmo, como se na verdade eu quisesse esconder de mim a maldita resposta.
As luzes lá fora começam a se apagar, a noite começa a chegar ao fim...
Pra mim essa noite pareceu dias a passar.
Mas eu sei que foram só mais algumas horas.
Ora! Eu acho que ainda estou delirando...
Há sangue em minhas mãos... Cortei-me no espelho.
Mas não a marcas em meu reflexo.
Maldito seja o coração...
Fiz mais uma marca em meu interior.
Minhas pernas ainda estão fracas, mas eu me sinto estranhamente mais forte.
Sem medo da morte!
Que por sinal, ainda não descobri se continuo mortal!
Ah a luz do sol começa a entrar pela janela...
Na sacada, sob o brilho da luz, vejo a silhueta dela...
Quem é ela? Deverás me perguntar.
Uma mulher muito bela, sobre quem na próxima semana pretendo lhes contar.

0 comentários:

Postar um comentário

Seguidores