Eu, Pequeno, Principe.


Eu não entendia ao certo por que tudo parecia tão distante.
As luzes brilhando longe na estrada...
E eu partindo da terra à lua em um único instante.
Imaginava palavras em cada estrela.
E mergulhava do alto de um planeta qualquer.
Um planeta pequeno, onde um pequeno príncipe cuida de uma rosa*.
Essa viagem me fez sentir saudade!
Da época em que cuidávamos uns dos outros simplesmente por sermos únicos!
E dividíamos nossa terra com qualquer um que precisasse de um pedaço de chão.
Saudade de quando tudo era alegria.
Das noites de natal correndo atrás de um papel Noel que batia na porta... Através das mãos do meu avô.
Senti saudade da época em que homens deveriam ser honrosos e nobres de espírito.
Senti saudade da caridade ensinada por um certo homem cabeludo, que eu nem sei ao certo se realmente existiu!(e se era cabeludo)
Senti saudade do frio no inverno.
E do calor nos dias de verão.
As primaveras floridas que aqueciam qualquer coração.
Saudade da época em que a natureza era nossa!
E nós éramos naturais...
Cuidávamos dela e ela cuidava de nós.
Saudade das musicas feitas com o coração.
Ou com o cérebro dos grandes poetas críticos.
Pensadores políticos.
Saudade da época em que o Brasil era maravilhoso.
Saudade de quando eu era criança... Das épocas de aperto dos meus pais.
Situações das quais eles fizeram o possível e impossível para que nós não as percebêssemos.
Saudade da época em que os pais eram assim!
Dos dias em que haviam flores no jardim.
Saudade da época em que você pesava em mim.
Os dias mudaram. E enquanto eles pioraram nos também!
E eu! Mantenho-me mergulhado no infinito.
Ao menos daqui,
de longe,
o mundo ainda é bonito.





-


O que estamos fazendo com o nosso planeta?
O que estamos fazendo... Com a nossa HUMANIDADE?

O que tens feito pra mudar?
sentar e esperar... ?
se assim for, também desejo sumir no deserto ;)


*Referencia à : O pequeno principe de Antoine de Saint-Exupéry
LEIAM^ é simplesmente perfeito.




(todos os textos são registrados)
Texto Por: Luiz Carlos Dos S gonçalves.


0 comentários:

Postar um comentário

Seguidores