Será difícil descobrir o meu gosto...
Pois mais e mais você esconde seu rosto!
E eu aqui, cego por opção sua!
Desiludido e parcialmente enganado
Por ilusões que talvez não existam.
Afinal a matéria que vejo por mais que pareça surreal.
Ainda é... Material.
Complexo demais pra qualquer mortal!
Ela ainda insiste em esconder seu rosto.
Mas seu perfume é do meu gosto.
E eu...
Continuo aqui!
Escrevendo pra ti!
Sem saber onde ir...
Em que direção olhar...
Em que lugar te procurar?
Com uma caneta na mão.
E no bolso, rente ao coração
A certeza de que vou te encontrar.


~
Esteja onde estiver não pare de me procurar.

(todos os textos são registrados)
Por: Luiz Carlos Dos S gonçalves.

0 comentários:

Postar um comentário

Seguidores