Por orgulho.


Visto que minhas palavras serão ignoradas por muitos e minha honra contestada.
Saberás que o silêncio é minha arma e
que teu beijo desconcerta minha alma.
Verei que a vida não é nada
Em meio a cada centímetro do universo
Universo inverso.
Sou apenas eu, disperso.
Contando cada passo em direção ao tal universo.
E por orgulho nego que te amo.
Por orgulho mantenho a pose.
E mesmo que não fosse pose
Eu não seria eu mesmo.
Por orgulho amarei você
Mesmo que você não saiba.
E que ouses me esquecer.
E mesmo que o brilho da estrela que vela meu sono não seja você.
Tenho certeza que a dama da noite, há de ser.
(todos os textos são registrados)
Por: Luiz Carlos Dos S gonçalves.

0 comentários:

Postar um comentário

Seguidores