Não desejo mais nada!



É sempre do mesmo jeito...
Tudo que desejo jamais poderei ter.
Foi assim quando desejei ter o silêncio...
E então da minha vida se fez uma orquestra...Ainda que isto não tenha sido assim tão ruim, pelo contrário foi algo que fez bem pra mim...mas agora quando desejo a musica, vem o silêncio que é sempre ruim...
Desejei Muitos amigos, hoje em dia Dou valor ao que me resta.
Desejei sabedoria... e então os admiradores de grande sábios passaram a admirar outras coisas.
Desejei ser feliz, não é tristeza o que tenho agora, mas de certo não recebi o que eu quis!
Desejei apenas por uma vez, que pudesse desejar tudo outra vez!
Desejei que não desdenhassem mas aqui está o desdém outra vez.
Por mais de uma vez desejei o bem de vocês! Mesmo sabendo que não desejavam a mim o mesmo que desejo a vocês!
Desejei que todo o meu trabalho fosse recompensado e, no entanto me parece que ele nunca será notado... E a cada vez que desejo perco o que foi desejado!
Foi assim, quando desejei ter você pra mim, e, no entanto quem sabe agora onde você deve estar?
Vivendo uma outra hora quem sabe em algum outro lugar? Jogando meus desejos fora...
Pois agora sei onde devo estar! Fazendo o que mais me importa e desistindo talvez de sonhar...
Mas mantendo sempre a minha fé! Força que me move pra frente, e que sempre me mantém de pé!
Não serão palavras da boca pra fora...
E quero que saiba,  que o que  mais desejo agora...
É não desejar mais nada!
Assim não corro riscos de desejar mais uma vez, A COISA ERRADA.

Por: Luiz Carlos Dos S gonçalves.

(todos os textos são registrados)

0 comentários:

Postar um comentário

Seguidores