Tudo que sei.
O que ela pensa sobre si, eu ainda não sei
Mas tenho aqui retratos de tudo que dela eu já vi.
Eu sei, que quando ela silencia não é pra ouvir
E sim para evitar
Pois eu sei, que o pequeno coração que pulsa por detrás daquele sorriso forçado se sente preso encarcerado.
E num cantinho agachado, ele se encontra completamente isolado.
Enquanto o sorriso quase sempre forçado lhe serve como escudo.
Serve-lhe como abrigo.
Sabemos então que ela talvez se culpe
Por cometer erros que ela jamais cometeu. Mas talvez isso ela nunca verá
O mundo já a desculpou... Pois o que ela mais queria era ver o Mundo girar.
O mundo agora gira... E parada ela nunca mais poderá ficar.
Talvez um dia ela volte ao ponto de partida... Mas eis aqui algo que pra acontecer
DELA e SOMENTE DELA dependerá...
~
Dissera-me certa vez um físico, que quando ambos os corpos estão em movimento fica mais fácil deles se encontrarem!

Por: Luiz Carlos Dos S gonçalves.

(todos os textos são registrados)

0 comentários:

Postar um comentário

Seguidores