Últimos Posts

Notas da tarde

Ao dar fim a poesia,
Eu fiz minha vida seguir um rumo diferente.
A felicidade me foi negada à tempos atrás.
Busco então suprir minha necessidade de amor com novos horizontes.
Mais poder aquisitivo, mais conhecimento.
Mais silêncio, mais produtivo
Se tudo o que tenho de fato é a mim,
Como um fardo que não posso carregar.
Findou-se a vontade de tentar.
Serei minha nova alvorada, minha ultima dor.
Fechei a porta.
E não importa o que será de mim.
Vou estar distante de tudo.
Observando o mundo a distância.
Essa é minha vontade.
É o que, noto tarde, me sobrou.

Relaxa, nada vai dar certo!

Sabe quando tudo parece desencaminhado?
E vc sente que vai dar tudo errado?
Imagina a sensação de ter desperdiçado sua vida ou sua inteligência elevada ao máximo?!

Relaxa! Nada vai dar certo.

E essa pode ser a melhor coisa a acontecer na sua vida! Revejo meu caminho quando olho para atrás e percebo que se meus planos tivessem dado certo... eu não seria metade do que sou.
A resiliência se perderia no caminho, eu não seria o palhaço que sou. E quando me chamo de palhaço uso a definição do teatro magico, um homem todo pintado de piadas!
Com a missão breve de dar sorrisos aos que me rodeiam, felicidade aos que me cercam.
Não sei aonde  encontra-se essa paz interna que me invade as vezes.
Não sei como explicar, como dizer aos outros, vou usar as palavras de um doutor em física:
Eu sou o maior cientista que o mundo jamais conheceu!
Vou me despir de qualquer humildade pra dizer que nenhuma criança normal, montaria um esquema de bomba nuclear exato, ou teria conversas sobre ondas gravitacionais, fissuras nucleares e rompimentos quânticos aos 10 nos de idade.
Ser classificado como uma "inteligência de alto desempenho" pode gerar muitas expectativas.
E as vezes tudo o que a gente precisa é que essas expectativas não deem em nada.
Que nossos planos deem errado, pra levar a gente exatamente pra aonde deveríamos ir!
Encontrar a oportunidade de criar uma amizade forte e consistente no meio do luto recente.
Ou descobrir que seus rabiscos de papel tem utilidade.
Tomar um pequeno ato de coragem e fazer com que ele se torne uma onda imensa!
Há tantas historias pra serem contadas. Tantos fracassos dos quais me orgulho! De verdade.
Se eu nunca tivesse falhado na Faetec, se eu nunca tivesse desistido... se eu nunca tivesse estado lá, os estudantes da rede estadual teriam passe livre?
Talvez sim. Mas minha falha tornou isso possível, meu erro fez nascer um pequeno movimento... explodindo lixeiras e por fim conquistando um direito que teria sido revogado.
Não sei quando, nem onde... mas em algum ponto da minha vida as coisas tomaram um rumo louco e se acertaram de uma forma completamente avessa à que eu sempre quis!
Mas hoje, o cientista que não existe, deu lugar a um artista apaixonado pelo que faz, que se diverte com o pequeno trabalho de formiga.
E que ensina as pessoas o pouco que sabe... enquanto aprende o resto com a vida.

Eu sou um ponto fora da curva.
Sou um erro cometido por mim mesmo.
O começo de um onda de mudanças, que atinge aqueles que me cercam!
Eu sou a hecatombe que tira tudo do lugar!
E reorganiza.
E talvez meus erros te inspirem a seguir em frente, não importa como!
Somos tão jovens pra fazer planos!
Tem tanta coisa pra dar errado ainda...
Mas, que graça teria uma vida sem desafios?
Sem coisas pra consertar?
Dia após dia, sem crescer, sem mudar?
Posso sim ser um desperdício humano de QI como já ouvi algumas vezes...
"Um cérebro como o seu sendo gasto pra fazer rabiscos e poesias"
Que seja!

Se meus rabiscos e poesias, forem a minha forma de fazer pessoas melhores, mentes melhores.
De espalhar resiliência, alegria... resistência.
Vou esperar sempre que nada dê certo.

Pois isso é o que mais tem dado certo na vida.
E acredite, as vezes pode ser a melhor coisa a acontecer!
Se todos os caminhos levam a morte, pra que a pressa?! Aproveita a viagem... vai enchendo bastante a sua bagagem.
Erre pra Caralho! Pois os melhores são aqueles que fazem mil vezes as mesmas coisas... mil erros se necessário.
Pra que seu único acerto seja genial!
Quando eu olho pra trás, vejo que talvez já tenha feito meu acerto genial...
Mas até mesmo o talvez é um erro.
Então prefiro seguir por aí!
Vai que meu grande acerto ai da esta por vir?
O seu também...
Então relaxa, nada vai dar certo.
Mas continue sempre a seguir.
Pq no dia que der.
Você vai olhar pra trás e agradecer pelo acaso e pela vida, ter te levado até aqui.

Nada vai dar certo, mas nunca pense em desistir.

Despedida da sanidade

A beira da loucura somos mais humanos.
Erros, acertos tudo fica claro.
Saudade se torna mais forte.
Maior e mais clara se torna a amizade.
A saída mais rápida nem sempre é a mais segura.
A beira da loucura olhamos pra trás e vimos toda a sanidade que perdemos.
Aprendi sobre Química, física, sobre cores, sabores, acordes.
Não me ensinaram sobre amor!
Sobre o estrago que ele faz quando a morte  chega.
E a velocidade acelerada que um carro leva um amigo direto pro outro lado.
Sobre como o luto pode trazer pessoas boas.
Aprendi sobre isso sozinho.
Através da dor, da vida.
Ao perder amores que decidiram partir.
E por se sentir responsável por essa partida.
Sei que se ainda tivesse sanidade, teríamos outra vida.
Agora, que me vejo as véspera de mais uma despedida...
Mais um amigo que se precipita à partir.
Sei que não sou tão forte quanto queria.
Não sou se quer quem pensaria.
Estou pensando em desistir.
Seria melhor pra mim.
Mais fácil pros que me cercam.
Estaria por fim junto aos amigos que se foram...
Voltaria a sorrir.
Tiraria dos que ficariam a responsabilidade de aturar minha insanidade.
Deixaria-os seguir.
O coração pararia, a mente retornaria.
Agora que estou a beira da insanidade...
Esta tarde pra voltar.
Se o que me resta é pular de cabeça.
Que eu enlouqueça.
Mas que isso faça a dor passar.

~
enterrar amigos nunca é fácil.
E já fiz isso vezes demais...

Depois da falha.

Depois da falha, nos sobra uma incapacidade de compreender o porque.
Depois da falha, o que sobra é um misto cego de insegurança.
Da certeza de que embora ainda esteja vivo.
O agora é tudo o que tenho.
E ter tentado dar fim a tudo, me leva a tristeza do não contido.
Como recomeça a vida depois de um suicídio?
Esperava nunca conhecer essa resposta.
Mas hoje já sei o que dizer.
Prefiro a se quer imaginar a resposta.
Mas na aposta que fiz com o tempo.
O meu não contido... É tudo o que tenho tido.
Não sei como recomeçar depois de um suicídio.

Palhaço

Desisti dos planos dos sonhos de tudo.
De criar uma família e ser feliz
De fazer tudo aquilo que sempre quis.
Talvez a felicidade não seja pra mim.
Ou eu seja em capaz de viver assim...
Por fim não sei ao certo o que o mundo me reserva.
Mas sinto a dor que me corta.
Sei que tudo isso não volta.
E que se eu desistir vai ser de uma vez.
Azar o meu... se a vida já o fez.
~

O palhaço dá seu sorriso a quem precisa, mesmo tendo a certeza de que a partir daí vai viver sempre na tristeza.

Fazer o que, se eu nasci palhaço...

Seguidores